3.10.13

tentei começar este texto de várias formas diferentes mas desisti. faz três dias que perdi a minha avó. tinha 85 anos cheios e vazios de tanto. mas guardava o sorriso de sempre. e a tolerância, a compreensão, o carinho e a fé no próximo. morreu tranquila. e com a sensação de dever cumprido. aceitei a sua morte com a mesma tranquilidade. e com a mesma paz. não me permiti sentir dor, para poder atenuar a dor da minha mãe. mas não consegui olhar para ela dentro daquela caixa. não consegui estar ao pé das flores. não consegui entrar na igreja. não consegui ir ao cemitério. não consegui chorar. até agora, em casa, sozinha e em silêncio. 

4 comentários:

Espiral disse...

Um abraço fechado, cheio de carinho*

Espero que tenhas quem ou o que te conforte neste momento de dor.

x disse...

obrigada espiral! beijinhos!

'O DIÁRIO' por Mãe Solteira disse...

se os meus braços chegassem aí sentirias um abraço profundo e apertado

As palavras são tão profundas

Anónimo disse...

Já ando cá há uns anos mas não consegui aina aprender a lidar com essa situação...

Somos parecidos nisso.

Abralço de solideriedade
;)