24.11.16

Quando as notícias nos atropelam. E a impotência nos toma conta. Nada podemos fazer. E queríamos poder fazer tanto. A vida consegue ser um puta.
Entravas em mim como um intruso subtil. Deste-me a morte para o resto. 
X fica muito mais bonita quando ouve sigur ros. Há assim um brilho que cresce... 

17.11.16

x precisa de se reencontrar com o todo. ou com deus, se lhe quiserem chamar assim.

14.11.16


de vez em quando, x volta lá, tímida. desiste logo de seguida. os sons do cohen devolvem-na a um período da vida de x onde x não quer voltar. porque cohen descreve em palavras cruas o negro das histórias bonitas. e porque foi com palavras do cohen que x viu mãos frias a esventrarem-lhe o corpo e a alma. ainda assim, hoje x voltou ao cohen. e a tristeza de ontem voltou a cercar x. mas x esboçou um sorriso, daqueles sorrisos tristes que seguram todas as emoções por dentro, em segredo. e a vida depois voltou ao normal. com as palavras do cohen por perto. mas longe de ontem.
o trump ganhou, o cohen morreu, a amiga de x continua doente e x sente-se desconectada de tudo. não admira que não tenha vontade para mais do que ficar enrolada no sofá.