31.7.16

X acaba de ver o primeiro episódio da primeira temporada da série inglesa Black Mirror. É ficção, mas é mais real do que parece. X mal pode esperar por ver os restantes episódios. 

29.7.16


Lilly Allen - Fuck you

pois que x está prestes prestes a dar um murro na mesa e a mandar tudo para o caralhinho! pois que já há quem trema com a possibilidade de x se passar da corneta de vez e, por isso, não param de vir com falinhas mansas e a pôr panos quentes e "ai e tal tem calma" mas... que se foda! x recusa-se a aceitar decisões imbecis e irracionais tomadas em forma de cedência a motivos oportunistas. estranhamente, ou não, x está impávida e serena. e até acha que é isso que está a pôr muita gente em pânico. quando x está impávida e serena é porque já não tem motivos para se chatear. e toda a gente que priva com x sabe disso. x é tão transparente, que a sua cortina de absoluta tranquilidade não impede os demais de observar o absoluto desprezo, e quase nojo, que x sente por dentro. a modos que é isto. 

24.7.16

fim de tarde com uma cerveja artesanal no largo do intendente; jantar com amigos antigos e recentes na costa do castelo; apanhar um táxi para o largo do rato e ir uma festa privada cheia de gente desconhecida mas simpática; acabar a noite num café de bairro já a madrugada ia muito alta mas com um calor surreal a rir com os filmes do syfy. foi assim ontem.  

22.7.16

tiroteio em munique. e pela terceira vez em poucos meses, x fica com o coração na boca e contacta o irmão para confirmar que está tudo bem. foda-se lá esta merda!
hoje x acordou com uma estranha sensação de estúpida felicidade sem saber muito bem qual a razão da mesma!

21.7.16

Os planos de x para os próximos tempos: trabalhar, viajar para a Alemanha, passar um fim de semana nas festas do povo de Dachau, voltar Portugal, férias no Alentejo, viajar para o Porto, fim de semana de música no hard club, continuar as férias entre Braga, Lisboa e algures ainda não se sabe bem onde, voltar ao trabalho, possivelmente ser operada ao nariz, voltar a trabalhar, férias em novembro provavelmente a adiar, trabalhar mais, possível viagem a Moçambique em trabalho, trabalhar mais, acabar o ano na Islândia debaixo de uma aurora boreal. x tem uma vida de merda mas, vendo bem, podia ter uma vida bem pior!

20.7.16

X sai do trabalho a horas decentes e vai jantar com uma amiga a um restaurante que ela adora. X janta muito bem e no fim a amiga obriga x a experimentar a sobremesa maravilha lá do sítio. Em regra, x não come açúcar mas decide experimentar a sobremesa para fazer a vontade a amiga. Ao fim de uns minutos x tem um ataque de sede que parece que está a desidratar. Depois começa com um frio inexplicável. Tem um surto de febre. Frio, mais frio. Depois calor. Muito calor. É mais arrepios de frio. Agora já está a passar mas x acha que teve uma cena qualquer marada por causa do açúcar. X não tem diabetes... Pelo menos há dois meses não tinha. Por isso não faz ideia o que raio foi isto. Mas está quase a marcar mais uma visita ao médico. Irra.

19.7.16

assim em termos genéricos, o mundo está completa e absolutamente passado dos cornos!

18.7.16

bloggers aficionados expliquem-me: que história é essa da "velhinha que copia cenas"?

Jose Gonzalez - Step outside

o que x está mesmo a precisar é disto. pular por ai sabe-se lá em que direcção ou porquê. ir, só.


coisas que passam pela cabeça de x: vender a casa de lisboa e mudar-se para mais perto do mar.
é difícil sair do sítio que te prende ao nada. mas, lentamente, voltas-te a ti. 

17.7.16

vícios de x: raviolis fritos do chinês clandestino que toda a gente em Lisboa conhece e que, por isso, de clandestino tem muito pouco.
calma x, para 41 não estás mal!

x sentiu-se observada. parou e levantou os olhos em frente. e, ele disse "é giro ver-te a trabalhar, parece que estás a contemplar uma obra de arte". x deve ter corado um bocadinho. e depois trocaram um sorriso cúmplice, cheio de coisas que não se dizem. 

15.7.16

atentado em Nice. x andava pelo YouTube na altura. x não devia andar pelo YouTube na altura. as imagens que não passam na tv são horríveis. simplesmente horríveis.
x saiu do sítio algures em África onde tinha de levar com uma pessoa pequenina ma. mas nem por isso x deixou de levar com aquele pingarelho em cima. e recebeu um telefonema de houston e dizer algo como "socorro, precisamos de ti". e agora x vai continuar a trabalhar com houston directamente a partir de lisboa. é o chamado win-win.

11.7.16

...e, por fim, foi em lisboa que x viu portugal a vergar a frança!

o NOS Alive é o festival mais mal organizado a que x já foi. horrível! mas m83 deram um concerto do caraças. e x esteve lá mesmo à frente.

7.7.16

este ano, o aniversário de x começa amanhã à hora de jantar em maputo e acaba no domingo de madrugada em lisboa.
ah... também foi em maputo que x viu a frança a dar duas secas à alemanha, sem esta perceber muito bem como é que aquilo aconteceu...
das dores de cabeça e dos anti-depressivos: falta uma semana para acabar o tratamento. x sente-se francamente melhor. menos tensa. menos irritada. e, sobretudo, menos confusa e dorida da cabeça. de qualquer modo, x só toma 10 mg por dia e nas primeiras três semanas andava com um sono de bradar aos céus. x não imagina o que é tomar 150 mg desta treta. a malta deve babar-se! x pelo menos babar-se-ia. à cautela, x vai fazer um tac. protocolo médico, diz a neurologista. x acha que está tudo bem e que isto tudo foi mesmo um acumular de nervos. mas vai fazer o tac, porque quem tem cú tem medo.
ah... sim... foi em maputo que x viu portugal a dar duas secas ao país de gales!
maputo muda a vida de x. para o bem e para o mal. quase sempre para o bem, na verdade. x já o disse antes, mas maputo tem mesmo esta capacidade de virar a vida de x do avesso. x está na cidade há pouco mais de 40 horas. e nesse curto espaço de tempo recuperou parte de lucidez que parecia andar distante. x nem sabe bem porquê. talvez seja a distância, talvez seja a memória, talvez seja apenas o espaço amplo para ver a vida correr. a razão não interessa. o que interesse é que x vai levar de maputo a vontade que lhe andava a faltar há meses. x recuperou-a, assim, num plim!

6.7.16

uma pessoa sai de lisboa com 36º, chega a maputo e estão 12º, praticamente não dorme durante a viagem, sai do aeroporto e vai directa para o hotel, dorme duas horas. levanta-se, toma banho e corre para o sitio onde tem de ir, passa o dia enfiada em salas de reuniões, volta ao hotel ao fim do dia, bebe duas cervejas, lembra-se que nem almoçou e que a única coisa que meteu no estômago durante o dia foi parte do pequeno almoço servido no avião as 5 da manhã, vai ao quarto e revê um relatório a correr, envia, no fim vai jantar, fica um bocadinho na conversa com um amigo, volta ao hotel, mete-se na cama, lembra-se que ainda não tomou o comprimido da praxe, sai da cama, por momentos sente um sopro siberiano costas acima, volta a meter-se na cama a bater os dentes de tal forma que até tem medo de partir algum. assim foi um dia na vida de x.

5.7.16

Os caminhos de x cruzaram-se com África há quase dez anos. Hoje, ao aterrar mais uma vez em Maputo, x revisitou a vida que a trouxe até cá há anos distantes. E voltou a sentir a mesma certeza que teve num final de ano atribulado em 2006! A vida de x foi pelos caminhos que x escolheu. E, apesar de tudo, isso é extraordinário!

4.7.16

Fim de semana intenso de trabalho. Relatório acabado e enviado. Mala feita. São duas da manhã e x ainda vai arranjar as unhas. E é isto!

3.7.16


X foi cortar o cabelo. A cabeleireira era péssima e o cabelo de x ficou uma lastima. Para remediar x comprou um alisador profissional. A brincadeira ficou quase por 100 euros e vai exigir que x passe mais de meia hora por dia a tentar por o cabelo a parecer menos mal. Os melhores cabeleireiros do país estao em Aveiro. Pena que x não tenha tempo para ir lá sempre que precisa.

2.7.16


Jose Gonzales - Stay alive

x cumpriu há dias um objectivo que definiu terminar até meados deste ano. mais uma coisa riscada da lista de obrigações. ufa!

e agora, qual o próximo plano x?