25.3.17

P1080912_2

"Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância."

Simone de Beauvoir

6 comentários:

João disse...

não é para comentar pois não?

x disse...

a liberdade impera aqui, mas estas palvras não dão espaço a grandes comentários, de facto

João L. disse...

hummmmm !!! Que a liberdade seja a nossa própria substância já é uma definição (sujeição?).

x disse...

De um ponto de vista purista, talvez... mas é uma definição de portas abertas que pode ter muitos significados, muitas vontades, muitos caminhos... ou então nenhum deles, conforme nos aprouver.

João L. disse...

Lembra uma das bandeiras do Maio 68:
é proibido proibir.

x disse...

"é uma pescadinha de rabo na boca" - também se pode aplicar!